LÁGRIMAS EM SORRISOS

 

Quem nunca enfrentou aflições na vida? Angústias pessoais e familiares, desgostos profissionais, desapontamentos com amigos, decepção com irmãos na fé, desilusões no amor, frustrações como cidadão, etc. Todo o ser humano está sujeito as mais diversas perturbações da vida terrena. Mas, há quem pense que o cristão, por ser cristão, está isento de ansiedades, mágoas e suplícios. Mera ilusão! O próprio Salvador Jesus alertou quanto a isso, dizendo: “No mundo vocês vão sofrer; mas tenham coragem. Eu venci o mundo.” (Jo. 16.33) Felizmente, Deus nunca desampara aqueles que nele confiam. E o que é impossível aos homens se revela possível a Deus. A grandeza do que Ele faz até nos deixa perplexos, como que custando a acreditar no que os olhos veem. Não é falta de fé, antes, é espanto diante do que Deus pode fazer. Pois uma coisa é crer que Ele pode, e outra é ver quando Ele faz. O impacto é outro. Mas só se verá o que Ele faz se houver fé. Quem não crê não enxerga. Quem não crê acha que é coincidência. Mas quem crê sabe em quem confia, e sabe de onde provem o socorro.

O Salmo 126, por exemplo, é uma oração de um povo que sofre em meio a uma crise e que perante tão ameaçadora dificuldade busca o socorro de Deus. A fé deste povo não existe num vazio, nem é supersticiosa ou superficial, mas está alicerçada nos grandes feitos do Senhor. O Salmo recorda um evento histórico de libertação que aconteceu no passado e relembra da rotina de plantio e colheita que se repetia anualmente. Primeiro se refere à libertação do cativeiro babilônico, um dos piores momentos da história do povo hebreu; quando tudo parecia perdido o Senhor manifestou-se Salvador e as lágrimas transformaram-se em sorrisos. Depois se refere à semeadura e à colheita, algo que o agricultor anualmente exercita, esperando pacientemente que a terra produza preciosa colheita, sob a bênção de Deus.

 

choroemsorriso

 

Todo esse contexto nos ajuda a entender que a mensagem do Salmo aplica-se ao alívio de qualquer situação aflitiva. Pois, o Deus que agiu no passado, agirá também no presente. Por isso, mesmo que surjam obstáculos, dores, traumas, perdas, não desanimemos e jamais deixemos de caminhar com o Senhor. Nele temos o alívio e refrigério. A salvação, que recebemos através de Cristo, é motivo de alegria constante, e mesmo em meio às tribulações também podemos dizer: “De fato, o Senhor fez grandes coisas por nós, e por isso estamos alegres.

É muito bom saber que em qualquer situação, em Deus nós encontramos segurança. Que Ele aumente e fortaleça nossa fé, especialmente quando a vida nos colocar em situações adversas e angustiantes! - “Ó Senhor Todo-Poderoso, como são felizes aqueles que confiam em ti!” Sl. 84.12.

                  

Pastor Alaor G. Santos