ORAÇÃO DE UM PAI

 

Remexendo no meu “baú dos recortes”, encontrei essa interessante ORAÇÃO DE UM PAI extraída de “Janelas Abertas” e que foi publicada na revista “O Arauto da Santidade” de julho de 1979. E como o DIA DOS PAIS será comemorado no próximo dia 13 de agosto, transcrevo a mesma para sua apreciação e uso.

Dá-me, ó Senhor, um filho que seja bastante forte para reconhecer quando é fraco, e bastante corajoso para enfrentar o seu próprio medo. Um filho que seja aprumado e digno na derrota; honrado, humilde e magnânimo na vitória. Dá-me um filho que nunca curve os ombros quando deva alçar o peito; um filho que saiba conhecer a Ti e a si próprio, pois esta é a pedra fundamental do conhecimento. Conduze-o, eu te rogo, não pelo caminho cômodo e fácil, mas pelo trilho áspero, estreitado por dificuldades e desafios. Ali, deixa-o aprender a manter-se firme na tempestade e a sentir compaixãopelos que falham. Dá-me um filho cujo coração seja simples, cujos ideais sejam elevados; um filho que tenha domínio próprio antes de pretender dominar os demais; um filho que aprenda a rir, mas que também saiba chorar; um filho que avance para o futuro, mas que nunca olvide o passado. Senhor, depois de Tu lhe teres dado tudo isso, acrescenta-lhe, Te suplico, bastante sentido de bom humor, de modo que possa ser sempre um homem sério, mas que não se tome a si mesmo demasiado a sério. Dá-lhe humildade para que possa recordar sempre o dom da verdadeira sabedoria, a mansidão da verdadeira fortaleza. Então eu, seu pai, me atreverei a sussurar: “Não vivi em vão”. Amém.

 

 paiorando

 

Pastor Alaor G. Santos